Edifícios à prova de doenças

Isso existe?

Não é difícil manter seu condomínio com saúde evitando a chamada "síndrome do edifício doente".

Os trabalhos devem ser feitos por engenheiros encarregados da realização de check-ups em prédios residenciais, comerciais e industriais. Entre as constatações mais frequentes obtidas neste tipo de trabalho, pelo menos duas estão relacionadas às finanças dos clientes:

1. A economia doméstica de moradores de edifícios submetidos ao controle e atualização das instalações é afetada sempre para melhor, uma vez que as providências ajudam a evitar desperdícios e contribuem para a redução das contas de energia e água. Além disso, os trabalhos de manutenção preventiva evitam prejuízos com obras que, muitas vezes, são desnecessárias se o problema for detectado e resolvido logo no início.

2. Os check-ups também combatem doenças e vacinam os condomínios contra acidentes desagradáveis e dispendiosos;

3. Também a economia de empresas que cuidam da atualização de suas dependências e instalações tende a melhorar, o que pode ser sentido numa comparação de balanços anuais, de onde desaparecem os prejuízos referentes a obras e danos inesperados.

A ventilação inadequada é a principal causa da Síndrome do Edifício Doente (SED). Sem a manutenção adequada, os sistemas de ventilação e de ar-condicionado são infestados por bactérias e partículas de sujeira que acabam aspiradas por pessoas e animais, causando principalmente problemas cardiorrespiratórios.

O engenheiro David Gurevitz, diretor da Clínica Delphi, lembra ainda que o lado ambiental e psicológico desenvolvido pela boa manutenção dos prédios interfere não só no bom andamento dos trabalhos como também na disposição geral dos funcionários e, em última análise, dos próprios condôminos.

- É preciso evitar águas paradas e propícias a mosquitos e outros insetos. Mas é preciso fazer também exames bacteriológicos da água e dos carpetes – explica Gurevitz – e o equipamento de ar condicionado tem que ser submetido a controle sob pena de deixar de ser um bem confortável para converter-se em mal permanente. Ele cita um exemplo concreto: segundo as normas do Plano de Manutenção, Operação e Sistema de Climatização (PMOC), os limites de umidade do ar devem estar entre 50% e 60% e a temperatura entre 20 e 23 graus Celsius.

Outras verificações importantes são:

Poeira e mofo: a utilização de carpetes, cortinas e até arquivos mal conservados podem proliferar a doença. “Estes soltam microfibras e todo tipo de poeira, fungos e ácaros. O ideal é evitar ou higienizá-los constantemente”.

Ar condicionado: quando não higienizado com frequência e da forma correta pode causar e agravar problemas respiratórios como bronquite, asma e rinite. Aparelhos que fazem barulho ou ruído podem irritar e causar estresse. Os principais problemas relacionados com o sistema de ar-condicionado são: temperatura inadequada de operação, velocidade do ar, umidade abaixo ou acima do recomendável, níveis elevados de materiais particulados, surgimento de bactérias, fungos e protozoários.

Substâncias tóxicas: alguns móveis modernos utilizam madeira aglomerada com produtos químicos sintéticos à base de formaldeído, e os carpetes geralmente são fixados com cola sintética. É preciso ter cuidado até com produtos usuais de limpeza, mesmo aqueles com cheiro bom, pois estes podem liberar vapores nocivos ou irritantes que permanecem no ar por longo tempo após seu uso. 

É muito comum – continua Gurevitz - o síndico assumir responsabilidades e, por falta de experiência no assunto, não tomar providências práticas para pôr a saúde do prédio em dia. Para evitar problemas que se vão agravando com o tempo, como vazamento de gás e deterioração estrutural, é importante que ele consulte uma empresa especializada em laudos de saúde dos edifícios.

Durante as visitas de suas equipes de engenheiros devidamente cadastrados no Crea-RJ, a Delphi faz uma análise da situação física e funcional do prédio. O trabalho inclui verificar as estruturas do prédio, as redes elétricas, hidráulica, caixas d’água e de gordura, proteção contra incêndios e acidentes e para-raios, entre outros itens.

CONTATOS

Fornecedores
Condomínios
Consultores
Outros assuntos

DESTAQUES

Gestão Condominial
Manutenção
Convivência
Saúde

INFORMAÇÕES

Privacidade
Condições de uso
Avisos importantes
Procon-RJ

SITE SEGURO

SSL

PORTAL DOS CONDOMÍNIOS e sua
logomarca estão registrados no INPI.
Todos os direitos estão reservados.
Nós gostamos de respeitar as Leis !
Não reproduza nosso conteúdo, total ou
parcialmente, sem a nossa autorização.

TAGS:
CONDOMINIOS, ASSOCIACAO DE MORADORES, COTACAO, COTACOES, CONDOMINIAL, CONDOMINOS,
PREDIOS, EDIFICIOS, SINDICOS, IMOVEL, IMOVEIS, GESTAO, APARTAMENTOS, CASAS,
FORNECEDORES, CONSULTORES, PRODUTOS, SERVIÇOS, ANUNCIANTES.